01/08/2016

BM a bordo | Viagem dos Sonhos com Natali Ramos

Oi gente, fui convidada pelo queridíssimo Maycon para falar um pouco sobre uma viagem maravilhosa que fiz pela Suíça em Junho. Começamos nossa saga por Zurique, maior cidade (400 mil habitantes) e principal centro econômico do país, conhecida como uma das principais capitais financeiras do mundo e por ser uma das 3 cidades com melhor qualidade de vida do planetaA cidade é incrivelmente linda, elegante e fotogênica. O parque Lindenhof é ótimo para ter uma vista panorâmica de ZuriqueAltstadt (“Old Town”) - tem as ruas fofas demais. Os 'luxemburgerlis' são uma adaptação dos macarons franceses, porém com recheios mais fartos e massa mais aerada que os produzidos em Paris, eu ameiA Suíça é um país bem caro, tanto para hotéis, alimentação e transporte. E como queríamos visitar várias cidadezinhas compramos o swiss-pass que é um tipo de passe livre para transporte (metrôs, trens, barcos e dá desconto em diversas atrações... Uma boa dica pra quem pretende seguir um roteiro como o nosso) e você pode comprar por 3,4,8 ou 15 dias. Paguei cerca de R$ 1.100,00 por 8 dias (tive 15% de desconto por ter menos de 26 anos), apesar do preço salgado, ficou bem mais barato que comprar as passagens separadamente.

No segundo dia na Suíça, fomos conhecer Lucerne situada no Lago Lucerna. A cidade é muito perfeitinha, parece cinematográfica; mas infelizmente no dia em que estivermos por lá estava nublado e as fotos não conseguiram captar a cor exata desse lago que é lindo - um verde esmeralda maravilhoso - (uma curiosidade é que todos os lagos na Suíça são incríveis, cada um com uma cor diferente). A Ponte da Capela (em alemão, "Kapellbrücke") constitui a peça central da paisagem urbana de Lucerna, sendo considerada uma das mais antigas pontes de madeira coberta da Europa. Vamos a comida?! hehe... O risoto de limão siciliano e queijo brie que comi em Lucerne, é simplesmente DI-VI-NO. Já no terceiro dia de viagem fomos para Interlaken, a cidade leva esse nome por estar situada entre dois lagos - o Lago de Thun e o Lago de Brienz. Montamos base na cidade e de lá visitamos as cidades vizinhas que me arrancaram tantos suspiros que sinto no palato a sensação espetacular da lembrança.

Inicialmente não tínhamos muitas expectativas com Interlaken, decidimos ficar por lá por ser o ponto de partida para as cidades alpinas que queríamos visitar; porém a cidade nos surpreendeu e de maneira única. Mais tarde fomos visitar o Harder kulm, um mirante que dá uma vista espetacular da cidade; na hora que chegamos eu fique de boca aberta com tamanha beleza. As cidades alpinas são pequenas, então deu para visitar mais de uma por dia. Depois de dar uma passeada por Interlaken, fomos visitar Lauterbrunnen, fiquei paralisada e não conseguia acreditar que era real e não é exagero, sério tamanho encanto. Vejam as fotos e tirem suas próprias conclusões. Tem uma cachoeira no meio da cidade, imaginem só, não é incrível? A cidade é minúscula e além de andar e se deslumbrar por tanta perfeição, tem uma mine trilha para subir na cachoeira; e essa mini trilha é bem suave e a vista que ela proporciona é impagável. Terminamos de conhecer Lauterbrunnen e voltamos para Interlaken, andamos por Interlaken mais um pouco e claro, parei para tirar mais algumas fotos. No caminho achamos um restaurante super fofo com uma vista maravilhosa para os alpes, provei uma  lasanha que estava demais de tão boa; pra finalizar nada melhor que um fondue com chocolate Suíço.

Ai que saudadeeee! Hoje termino por aqui, mas já adianto que tem mais 4 cidadezinhas incríveis para mostrar. Espero que tenham gostado. Ah, sigam o instragram @comertreinarviajar que tem mais fotos e alguns vídeos super legais que fiz na viagem. Beijoooos

Publipost